Qualidade de vida acadêmica: sono e uso de múltiplos medicamentos

Palavras-chave: Qualidade de vida. Sono. Medicamento. Estudantes.

Resumo

Objetivo: descrever sobre a qualidade de vida e sua interface com a satisfação com o sono e uso múltiplo de medicamentos entre universitários. Materiais e Métodos: trata-se de uma pesquisa transversal, realizada com uma amostra de universitários da área de saúde, tendo como variável de desfecho, a percepção da qualidade de vida e como preditoras, o relato de distúrbio do sono e uso múltiplo de medicamentos. Esta pesquisa obteve aprovação do Comitê de Ética da Universidade Federal da Bahia, sob parecer nº 2.852.559. Resultados: da amostra, 158 (66,1%) são mulheres, média de idade de 22±3.53 anos. A prevalência do uso múltiplo de medicamentos foi 59 (24,7%). A insatisfação com o sono atingiu 119 (49,8%), a qualidade de vida percebida como ruim 94 (39,3%), sendo que houve associação significativa dessas variáveis (p<0.03). Conclusão: a insatisfação com o sono é frequente e sua associação com a qualidade de vida declarada como ruim obteve significância positiva. A prática do uso múltiplo de medicamentos evidencia a importância da conscientização e da investigação adicional sobre a associação desses desfechos, refletidos na qualidade de vida acadêmica.

Biografia do Autor

Horrana Nunes Chaves, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Graduanda do Curso de Biotecnologia do Institututo Multidisciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia (IMS/UFBA).

Alice Olliveira Pereira, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Graduanda do Curso de Nutrição do Instituto Multidiciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia (IMS/UFBA).

Anne de Sá Roriz Vargas Marques, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Graduanda do Curso de Nutrição do Instituto Multidiciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia (IMS/UFBA).

David Pereira Araujo, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Graduanda do Curso de Medicina do Instituto Multidiciplinar em Saúde da Universidade Federal da Bahia (IMS/UFBA).

Marília de Andrade Fonseca, Universidade Estadual do Sudoete da Bahia(UESB)

Docente na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Doutora em Medicina e Saúde

Publicado
2021-04-26
Seção
Artigos originais